Mensagem do Arcanjo Miguel através de Isabel Angélica - Abril de 2014 -

04-04-2014 15:11
 
 
Eu Sou Miguel, Arcanjo do 1º Raio da Verdade e Justiça Divinas. Aqui me apresento uma vez mais ao Serviço na ligação entre o Céu e a Terra.
 
Desde há milhares de anos que, na Terra, os seres humanos conectados com as Leis Sagradas e Divinas, deixam gravado nas pedras, papiros, estelas e papéis a necessidade imperativa do Ser Humano, homem e mulher, realizar o caminho da ascensão para a união e manifestação plena do Céu e da Terra. Chamavam a isso o Caminho Iniciático. Ou o Caminho do Iniciado.
 
Desde as estepes siberianas que esse caminho é manifestado pela prática ancestral do xamanismo. No Antigo Egipto, os iniciados passavam anos nos Templos para realizarem essa jornada interior. Foram criados labirintos iniciáticos para essa jornada e os locais sagrados e telúricos eram pontos de romaria e quando os viajantes lá chegavam tinham realizado um caminho de transformação. Os Cavaleiros do Templo criaram segurança para as rotas de Jerusalém de forma a proteger todos aqueles que se dirigiam àquele local na busca interior da iluminação, conectando-se com pedaços da História universal. Eles próprios realizavam o seu caminho de busca interior. Os contos dos heróis e heroínas gregos estão cheios de exemplos de processos iniciáticos onde o herói deverá apresentar o seu valor sempre na superação do seu ego e feridas interiores. A vossa História conta-vos do Irmão Jesus que realizou a sua própria iniciação de ascensão na fisicalidade, percorrendo o caminho de tortura, confronto com a Sua raiva, ego, dor e sublimação. Não vos estamos a transmitir nada de novo. Todo o caminho de busca interior requer trabalho, mérito, coragem e determinação.
 
Amados/as, todas estas práticas replicam um só princípio - que para o Ser Humano chegar ao Céu, necessita de caminhar... Algo que acontece fisicamente na Terra, graças a todo o milagre da Criação que permite que a terceira dimensão se manifeste em fisicalidade em que o Ser Humano tem à sua disposição real, e até metaforicamente, a capacidade de caminhar, andar, evoluir realizando um percurso. Assim é o Caminho. Assim se faz a iniciação do homem e da mulher para o interior de si mesmo/a, caminhando para dentro de si mesmo/a, unindo o fogo interno, a coragem e determinação às forças da Mãe Terra que lhe apresentam os desafios a suplantar. Esse é o caminho iniciático. O caminho do Herói e da Heroína.
 
O caminho iniciático, enquadrado na fisicalidade da terceira dimensão, implica obrigatoriamente a necessidade do iniciado realizar processos de morte e renascimento, morrendo em vida para renascer em vida, pois este processo permite que o caminhante não se esqueça das experiências passadas e da bagagem que traz já desta vida e do caminho realizado. Isto em oposição à morte física (desencarne) que obrigatoriamente implica na grande maioria dos casos que ao reencarnar o ser apague as memórias passadas, por uma questão de cumprimento das leis divinas.
 
Assim, no caminho iniciático, o caminhante morre e renasce - morre para o velho ego, cheio de condicionalismos e caixas parametrizadas e condicionadoras que não lhe permitem prosseguir no caminho interior da transcendência. E tudo isto, claramente, se manifesta no exterior a si, na vida, padrões, medos, dúvidas e angústias.
 
O caminho iniciático é, então, ancestral e telúrico, sendo que obrigatoriamente acontece no processo da vida aqui e agora na Terra. E assim acontece há milhares de anos para ti. Contudo, nem sempre o teu EU reuniu as ferramentas, grupo, coragem ou sabedoria para desencadear em si o cumprimento de um caminho obrigatório e fundamental onde, como iniciado, retiras os véus interiores das feridas, karmas e padrões que te impedem de manifestar a conexão integral dentro de ti mesmo/a e como portal entre o Céu e a Terra.
 
O processo do caminho iniciático é em muito similar ao processo da Serpente que, para crescer, necessidade de se libertar da pele antiga e assim permitir-se a vestir uma nova pele mais adequada para o seu patamar de crescimento. Uma vez mais, a Natureza a apresentar de forma tão sábia os caminhos, oferecendo metáforas perfeitas para aquilo que te incumbiste de cumprir nesta Vida, Aqui e Agora, no corpo que habitas e que se oferece neste caminho. Assim o combinaste com o teu Eu Superior, com a tua Alma, Conselho Kármico e Mãe Terra.
 
Contudo, este caminho de iniciação aos mistérios do Sagrado e Divino, que serão revelados dentro de ti, no teu Coração, não são fáceis. Não há atalhos. Não há fórmulas mágicas nem meditações instantâneas. Não há curadores que te removam os obstáculos que foste criando na tua caminhada, sejam eles interiores ou exteriores. Existem sim, professores e mestres que te mostram o seu próprio caminho já feito, apresentando-te mecanismos de fazeres em ti esse caminho. Mas ninguém nem nenhum Ser do Céu ou da Terra fará o caminho por ti.
 
O mês que tens agora pela frente, mostra-te o quanto tudo está a acelerar para ti e para a Terra. Tudo assume novas proporções e começas a verificar que, realmente, tudo o que pensas, dizes, fazes e sentes se materializa num ápice. 
 
Nos ciclos de morte e renascimento da Terra, também tu és chamado/a a cumpri-los. Quer queiras quer não, é essa a dinâmica que impulsiona a tua vida e de todos aqueles que te rodeiam. Nada é mais como dantes. E com todas estas transformações, vêm os medos, inseguranças, ansiedades e dúvidas. A mente sobrepõem-se ao coração, mas não sabemos já nós que a mente mente? E que até mente ao coração?
 
Neste momento, o indivíduo que és materializa-se no colectivo que te rodeia. Tudo e todos são espelhos de ti e nada poderás fazer para evitar isso. Contudo, os espelhos não servem mais de desculpa para não realizares as tomadas de consciência que são fundamentais para o teu renascimento. Os espelhos são os catalisadores do processo de morte. Aceita-os e respira-os dessa forma. E os espelhos apresentados falam-te em comparação, rejeição, frustração, culpa e julgamento... E se saltam, é porque se tratam de mecanismos de sabotagem para não observares em ti mesmo/a essas fugas - comparas-te ao outro/a pois a tua ferida de auto-estima grita por valorização (ou desvalorização, depende dos casos); rejeitas o afecto e as emoções (tuas e dos outros, sejam elas quais forem), pois há necessidade de controlares o âmago do teu Ser, controlando a expansão do teu EU; por estares frustrado com a tua falta de coragem e foco, reprimes o balanço interior do outro/a; culpas o outro/a para não te responsabilizares a ti; julgas o outro/a para não veres dentro de ti o quanto te reprimes.
 
Como vês, a mente mente... e até mente ao coração.
 
Os próximos tempos, como momentos astrológicos tão fortes, pedem-te ainda mais VERDADE. Ainda mais VERTICALIDADE. Ainda mais RESPONSABILIDADE. Reflecte bem, meu irmão/minha irmã, sobre os mecanismos que continuas a activar para duvidares do teu caminho que te pede que não percas mais tempo. Sim, sabemos que é fácil questionar o Caminho, os motivos, os outros, a Vida e o sentido das coisas. Pois o difícil mesmo é o questionamento interior, das decisões vindas das grutas mais profundas do teu Ser que geram acções. É difícil a fidelidade absoluta ao Foco que nasce dentro de ti mesmo, no teu Coração, de onde vem o verdadeiro chamamento que te faz ir em frente.
 
Nestes dias, aconselhamos-te que respires! Respira! Sente o compasso da vida em ti e respira com o batimento cardíaco da Terra. Verdade e Coragem são os atributos mais importantes para os que caminham o caminho iniciático. Permite-te renderes, ajoelhares-te em contacto com a Terra. Chama pela Mãe Sagrada que tudo faz pelos Seus Filhos e Filhas.
 
 
 
Mensagem recebida a 04.04.2014 através de Isabel Angélica. Todos os direitos reservados. Esta mensagem pode e deve ser divulgada com os devidos créditos ao Arcanjo Miguel e a Isabel Angélica (www.terrasdelyz.net  ||  geral@terrasdelyz.net). Gratidão.
 
Podes ler as mensagens anteriores de Arcanjo Miguel  http://www.terrasdelyz.net/canalizacoes/mensagens-arcanjo-miguel-isabel-angelica/