Mensagem do Arcanjo Miguel através de Isabel Angélica – Junho de 2015

02-06-2015 11:11
  Fotografia de Sara Rica Gonçalves - Círculo de Mulheres No Ninho da Serpente - Ilha da Papoa, Peniche, a 26.Maio.2015
 
 
Eu Sou Miguel, em representação da Fonte Criadora e do Primeiro Raio da Verdade e Justiça Divinas.
 
Fecha os olhos e respira fundo. Permite que o prana faça o percurso entre o teu nariz, percorra a tua garganta, peito, ventre e se conecte ao fluxo de vida da Grande Mãe que me manifesta através do teu sacro. Neste momento, expira e imagina que esse ar é vermelho da cor do sangue que percorre o teu corpo. Faz este movimento mais umas vezes... inspirando e expirando, sentindo as tuas células a oxigenar. Sentes a vida dentro do teu corpo? Sente o fluxo do renascimento a circular em ti? Pois bem, meu amado / minha amada... este é o maior milagre que ocorre a todo o instante na tua vida... este é o maior milagre da criação que se manifesta a cada batimento cardíaco no teu corpo.
 
Prossegue nesse movimento enquanto escutas na tua Voz Interior o caminho que vamos fazer hoje aqui, ligando o Céu à Terra. Unindo a Terra ao Céu... através do teu corpo, do teu portal interno.
 
Vamos navegar nessa sabedoria do teu corpo, obra prima da Criação da Grande Mãe e do Deus Pai, para te recordarmos ideias basilares no trabalho que estamos a realizar de forma continuada desde 2008 e com mais intensidade desde 2011. Usemos a tua sabedoria interior para re-activar o conhecimento ancestral que as tuas células guardam e que desejavelmente devem ser mais intensas do que as memórias da tua mente que mente e que até mente ao teu coração.
 
Queremos levar-te de novo à ancestralidade deste local sagrado que habitas e ao local sagrado de Porto Graal. Antes da experiência do tempo e espaço actuais, Porto do Graal, Portugal, era a Terra de Ophiussa... a Terra da Serpente... a Terra que manifestava em plenos poderes de renovação cíclica o poder da Grande Mãe, a que casa o Céu e a Terra. A Serpente como símbolo da sabedoria do Feminino integrado que era o grande iniciador do Masculino integrado. Após isso veio a linguagem e simbologia patriarcal, que impôs a lei da espada que mata, rejeitando o cálice da vida... Mais do isso – tudo empreendendo para que o Cálice fosse desprovido de significado e simbologia, esvaziando o sangue que alimentava a Terra e o Céu em oferendas de renovação e bênçãos.
 
Respira fundo agora que te recordamos que a história da Humanidade, desde a queda da Atlântida, há muito mais que 10 mil anos atrás, experimenta uma espiral descendente de eventos que a tem aprisionado a um plano astral manifestamente doente e deturpado onde a maioria dos teus irmãos e irmãs se conecta em termos emocionais, mentais e espirituais. Sem a responsabilidade que agora te pedimos, também tu incorres na possibilidade de te conectares a um plano astral que é povoado por mistificações e ilusões que se materializam na Terra em nome do "canal" e dos "salvadores" da raça humana e da Terra. Mas se assumires a responsabilidade no próximo salto de fé, estarás mais atento/a à separação do trigo do joio dentro e fora de ti. Pois a Criação não envia "salvadores", mas sim EXEMPLOS de vivência. Nem manifesta "canais" ocos e com um discurso vazio de conteúdo vivido.
 
Uma vez mais inspira e expira. Recorda-te a partir das tuas células que a Humanidade conta com um plano evolutivo de mais de 40 mil anos. Nem tudo é conhecido por ti ou pelas comunidades eruditas que se dedicam ao estudo empírico e de investigação das evidências disponíveis nas impressões digitais terrenas. Tal como em termos celulares, de ADN e mentais ainda há muita (mas mesmo muita!) informação para ser acedida nos campos cognitivos pela Humanidade. Já para não falarmos do que ainda está omisso em termos da Criação e do Cosmos. 
 
Recebe novamente o prana e fá-lo circular no teu corpo... Sem aceitares que é no corpo físico que o teu divino se manifestará, estarás a negar incessantemente o Caminho Iniciático vital para o aprimoramento de ti mesmo/a em ti mesmo/a. Não é o Cristo que irá descer para te salvar, nem aos que amas nem ao teu País, mas sim serás TU a abrir caminho dentro de ti para a manifestação do teu Cristo sem que para isso dependas de algo exterior a ti. Contudo, a quantidade de subterfúgios inerentes à tua condição humana com emoções e mente que mente, é importante que reconheças que o caminho que trilhas já foi aberto e é desbravado por alguns que hasteiam a bandeira da verdade e responsabilidade. E serão esses que te irão ajudar a desbravar caminho interior para dentro de ti mesmo/a com a lucidez necessária para a fusão alquímica dos elementos sagrados da evolução sagrada e divina.
 
Inspira e expira... Volta a conectar-te com a linguagem antes do tempo das palavras, onde o SENTIR era a barómetro... Nessa altura, antes das palavras, era a percepção da vivência que trazia ao Ser Humano a consciência de habitar um Planeta cheio de Mistérios. Antes da vindo de Jesus, há 2 mil anos atrás, antes da linguagem da metafísica... antes até dos hieróglifos egípcios, a linguagem era manifestada pelo músculo do coração que se rendia perante os ciclos de morte e renascimento da Grande Mãe e da raça humana. E é nesse momento que agora nos dirigimos a ti, dado que nós existimos há éons de anos. Para lá da tua consciência ou percepção.
 
Posiciona-te então neste tempo além do tempo. Prossegue nos movimentos da inspiração e expiração. Movimenta-te em Círculo no teu corpo. E conecta-te com o Coração da Grande Mãe Terra que no seu núcleo faz palpitar a sua Vida e Renascimento. Como se chama Ela? Terá nome? Necessitará de nome? Essa Grande Mãe que tem biliões de anos de existência, necessitará que TU lhe dês um nome? Ou será essa a TUA necessidade arrogante de controlares também o Coração da Mãe? Podes chamá-la de ShekInah (como os judeus fazem há mais de 3 mil anos)... Podes chamá-la de Pachamama (como os índios da América do Sul chamam há mais de 5 mil anos)... Podes chamá-la de Ísis (como os Egípcios chamavam há mais de 8 mil anos)... mas na realidade ELA é e sempre será a Grande Mãe, o lar onde habitas, o útero que te nutre e o vulcão que te consome.
 
Respira fundo e liberta a arrogância da tua mente que mente, conectada a planos de sofrimento alimentados durante milénios de mau uso do poder espiritual. Essa é a energia que neste momento vigora e daí ser-te pedida a responsabilidade de assumires tudo o que pensas, dizes, fazes e emanas. Só a partir da Iniciação humana mais profunda que o teu corpo pode assumir é que estarás apto a te apresentares como tradutor/a dos Mistérios da Vida e da Morte. E isso não acontece nos planos exteriores à tua fisicalidade, mas sim nas grutas do teu ser humano que habita agora a Grande Mãe. Só reconhecendo a Mãe em ti, poderás almejar subir a montanha e seres permeado/a com a Luz Dourado do Deus Pai. Sem o mergulho na sombra, não saberás receber a luz.
 
Mergulhar nas emoções, pensamentos e dores físicos é a proposta que te é feita não por nós mas pelo teu Eu Superior que te impulsiona ao trabalho da verticalidade e da responsabilidade, onde a verdade e a coerência andam em perfeita simbiose. Sem esta seriedade e humildade, o teu Eu será um balão insuflado perdido nos mundos astrais das dimensões inferiores não sublimadas do teu ser em caminho de renascimento.
 
És profundamente amado/a e honrado/a.
 
 
 
 
© 2007-15 Isabel Angélica. Mensagem recebida a 02.06.2015 através de Isabel Angélica. Todos os direitos reservados. Esta mensagem pode e deve ser divulgada com os devidos créditos ao Arcanjo Miguel e a Isabel Angélica (www.terrasdelyz.net || geral@terrasdelyz.net). Gratidão.
 
 
Podes ler as mensagens anteriores de Arcanjo Miguel - http://www.terrasdelyz.net/canalizacoes/mensagens-arcanjo-miguel-isabel-angelica/